Último sábado de jogos na Vila Manchester é marcado por sol e disputas bem definidas

13 de Abril de 2019



Último sábado de jogos na Vila Manchester é marcado por sol e disputas bem definidas

 

O último de sábados de jogos da Taça das Favelas São Paulo 2019 no Centro Esportivo Vicente Feola, contou com a presença dos olheiros do Palmeiras, Ponte Preta e do Internacional de Porto Alegre. A molecada fez bonito e mostrou toda a arte do futebol de favela. Só tiveram jogos do masculino, as meninas entram em campo no próximo dia 27 de abril, no campeonato organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) e produzido pela InFavela.

 

 

Complexo Espraiada 0x1 Paque Santo Antônio

A primeira partida do dia começou com fortes emoções. A equipe do Complexo Parque Santo Antônio conseguiu se mostrar superior tecnicamente e venceu com certa facilidade a equipe do Complexo Espraiada, apesar do resultado magro de 1 a 0.

O gol foi marcado por Giovanni, aos 22 minutos do segundo tempo.

Devido ao regulamento ser no sistema de mata-mata o Complexo Espraiada deu adeus à competição, enquanto o Parque Santo Antônio aguarda o sorteio para saber quem será o seu próximo adversário.

 

 

Complexo Jardim Irene 0x2 Cidade Tiradentes

Não deu para a favela do capitão do penta, Cafu. O Jardim Irene foi facilmente superado pelo time da Cidade Tiradentes por 2 a 0, com gols de William e Wesley.

Impulsionada pela torcida, que deu um show à parte nas arquibancadas da Vila Manchester, com direito a bateria e queima de fogos, a equipe da Tiradentes pressionou do início ao fim, criando diversas oportunidades de ampliar o placar e já desponta como um forte candidato ao título da primeira edição paulista do maior campeonato de futebol entre favelas do mundo.

 

 

Complexo Jardim Elba 0 (6) X (5) 0 Favela do Uirapuru

Em um duelo muito equilibrado e sem grandes jogadas, o Jardim Elba levou a melhor sobre a equipe do Uirapuru, nos pênaltis, após um empate por 0x0 no tempo normal.

O destaque ficou com conta do jogador Verruga, que jogou a partida na linha, sendo alterado para a função de goleiro instantes antes do término da partida.

O goleiro improvisado pegou duas cobranças do time adversário e saiu como herói do Jardim Elba.

Verruga, que ficou muito satisfeito com seu desempenho, fez questão de ressaltar a coincidência que fez com que ele fosse para o gol no momento decisivo: "Nós temos três goleiros inscritos na competição, mas nenhum pode vir hoje. Tínhamos treinado disputa de pênaltis ao longo da semana e eu peguei uns dez, então o treinador decidiu me escalar, e graças a Deus deu certo".

 

 

Favela Palmares 2x0 Teotônio Vilela

Na quarta partida do dia, a Favela Palmares não tomou conhecimento da equipe do Teotônio Vilela.

Apesar de não ter havido muitas oportunidades claras de gol, o Palmares se mostrou muito sólido defensivamente, não permitindo que o adversário trouxesse perigo ao goleiro Ítalo. Quando chegou ao ataque, foi letal, construindo um placar de 2 a 0, gols de Rafael e Igor, e garantindo sua classificação à próxima fase do torneio.

 

 

Favela da Portela 1x3 Favela Parque Taipas

Certamente foi o jogo que contou com mais emoção de todos. A equipe da Favela da Portela, localizada na cidade de Suzano, viu os jogadores dos dois times formarem um círculo de mãos dadas, para que fosse feito um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia ocorrida num colégio local, em março.

Com o clima de emoção muito presente dentro de campo, a Portela abriu o placar ainda na primeira etapa, com David, mas não conseguiu manter a vantagem por muito tempo, por conta de duas falhas seguidas do goleiro Bruno Santos.

Com o placar parcial de 2a1 e os ânimos exaltados, a seleção do Parque de Taipas conseguiu marcar o terceiro gol, eliminando de vez qualquer chance de virada e de permanência do time de Suzano na competição. Arthur, Cauã e Riquelme marcaram os gols da favela vencedora e classificada.

 

 

Complexo Jardim Ângela 0x2 Favela Morro Da Paz

A equipe do Morro da Paz, a exemplo da cidade Tiradentes, terá sempre em sua lembrança de estreia o show que sua torcida fez nas arquibancadas.

Empurrando a equipe desde o primeiro momento, cantando a plenos pulmões, com uma bateria ensurdecedora e um espetáculo de luzes e fumaças de sinalizadores, os torcedores mostraram novamente a essência do “futebol raiz”.

O time dentro de campo não poderia deixar a desejar e partiu pra cima do esquadrão do Jardim Ângela, que vinha com uma proposta de futebol ofensivo e de muita garra.

Em duas ótimas jogadas, o Morro da Paz contou com o talento individual do atacante Biel, que anotou dois tentos, sendo um deles numa linda cavadinha, encobrindo o goleiro adversário, dando números finais à partida e levando os torcedores à loucura.

 

 

Morro Do Impírio 0x1 Favela Iporanga

Em um jogo muito equilibrado, venceu a equipe que errou menos.

Após aproveitar a desorganização defensiva da equipe do Morro do Impírio, a Favela do Iporanga chegou ao gol no final do primeiro tempo, com Carlos Eduardo, e soube administrar o placar na segunda etapa.

O Impírio buscou espaços no campo para chegar ao empate, mas não conseguiu elevar o nível técnico da partida e dá adeus a Taça das Favelas após a derrota pelo placar de 1 a 0.

 

 

Complexo Jardim Verônica 2 (1) x (2) 2 Cohab Negritude

A última partida do dia, fechou com chave de ouro mais um dia de disputa na Taça das Favelas São Paulo 2019.

Após o Cohab Negritude estar vencendo por 2x0, com destaque para o atacante Mário, autor dos dois gols da favela, a equipe viu o time do Jardim Verônica crescer no jogo e chegar ao empate na segunda etapa, com Breno e Wallace fazendo os gols da reação.

A empolgação do Verônica teve tempo contado, pois nas cobranças de pênalti o goleiro do Cohab apareceu e fez uma linda defesa, se redmindo de uma falha cometida no tempo regulamentar.

O Jardim Veronia ainda chegou a desperdiçar uma outra cobrança acertando o travessão, e dando assim a Vitória ao adversário que segue vivo na caminhada pelo título.

 

 

A Taça das Favelas São Paulo tem como embaixadores o capitão do pentacampeonato mundial de futebol, Cafu, a ex-jogadora de basquete medalhista olímpica, Marta, e o rapper paulista, Dexter, e conta com patrocínio de PicPay, Friboi, Assaí Atacadista e Uber, apoio de Box Mineiro, Vai Voando, Euro Sports, Globo, Sportv, Comunidade Door, Prefeitura de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Mycujoo e Placar Esportivo, e cooperação da UNESCO.





Taça das Favelas 2019 - Todos os direitos reservados.